A perseguição aos cristãos na Síria

Por Sandro meira para o portal CGIPU,
Publicado em: 11/04/19 - 08:18

A Síria passou de 15º colocado na Lista Mundial da Perseguição 2018 para a 11ª posição em 2019. A principal razão para a escalada de quatro posições no ranking é o aumento de incidentes violentos. Principalmente nas áreas ainda controladas por rebeldes do Estado Islâmico (EI), houve mais ataques, saques, fechamentos de igrejas, danos mentais ou físicos e confisco de terras agrícolas pertencentes aos cristãos.

A opressão islâmica é o principal tipo de perseguição presente na Síria e é responsável pela maioria das atrocidades e atos de perseguição cometidas contra cristãos. Os militantes de grupos extremistas islâmicos são, atualmente, as maiores fontes de perseguição no país. Eles operam abertamente no noroeste da Síria e em toda a região norte. Nas áreas onde exercem controle, líderes islâmicos seguem uma política de marginalizar os cristãos e outras minorias ou de forçá-los a fugir para outras áreas. Nessas áreas, é difícil distinguir entre “líder religioso” e “grupo religioso violento”.

Militantes islâmicos controlam menos de 25% do território sírio

Os cristãos tinham um certo grau de liberdade religiosa antes da guerra civil, o que mudou com a chegada dos grupos militantes islâmicos. Desde 2016, o EI tem perdido território e até mesmo o controle de sua autoproclamada capital, Raca, em outubro de 2017. No entanto, a ameaça de retaliação pelo EI ainda existe. Em outubro de 2018, tornou-se claro que os militantes islâmicos estavam em controle de menos de 25% do território sírio.

A opressão islâmica também está presente em áreas controladas pelo governo, onde afeta principalmente os cristãos ex-muçulmanos. Nesse caso, a pressão é exercida pela família e comunidade dos convertidos. Discurso de ódio e zombaria contra cristãos por parte de líderes islâmicos ocorrem, mas não são permitidos em áreas controladas pelo governo.

Uma das principais características da população cristã da Síria é a combinação de sua identidade étnica e religiosa. Os cristãos sírios estão concentrados em áreas estratégicas do país, que são vitais tanto para os esforços de guerra do governo quanto da oposição, como as cidades de Alepo, Damasco e Homs (esta última no sul, perto da fronteira com o Líbano). Essa concentração de cristãos em áreas estratégicas é um fator que os torna vulneráveis, assim como seu suposto apoio ao governo.

portasabertas.org


Leia também

Culto de encerramento do 14º Congresso de Senhores, na IPU da cidade de Itamaraju - Ba.

No 2º dia de Congresso dos Gideões na IPU de Itamaraju - Ba, Deus se fez presente.

A presença de Deus tomou conta da abertura do 14º congresso de Senhores, na IPU de Itamaraju – BA.

A IPU de Balneário Carapebus - ES, realizou o 11º Congresso do Circulo de Oração.

A Igreja Pentecostal Ungida de Itabuna - Ba, sediou o 1º Regional de Mulheres das IPUs.

Receba Notícias por celular


Ex.: DDD + número de celular. 73 9 9999-9999



2016 - Convenção Geral das Igrejas Pentecostal Ungida